Méritos a quem os têm.

Arthur Rizzi

Apesar de ter sido até presente instante um site de oposição ao governo Bolsonaro, deve-se elogiar a atual postura do governo Bolsonaro num ponto recente. O governo Bolsonaro parece ter abraçado um certo pragmatismo na política externa nos últimos dias. As viagens de Bolsonaro à Ásia, longe de vexaminosas, trouxeram alguns bons resultados.

Na China, em que pese não gostar do acordo feito a longo prazo (que acelera o projeto Brasil fazendão), ao menos no curto prazo o acordo comercial feito com os chineses foi positivo. Bolsonaro ainda defendeu a integralidade territorial da China, mudando sua posição pró-Hong Kong e pró-Taiwan nos meses anteriores. O acordo deve trazer algum alívio ao agronegócio e facilidades para nossos produtos primários.

Nos Emirados Árabes Unidos e Arábia Saudita, o governo volta com investimentos em infraestrutura e assegurando também o interesse do nosso agronegócio. Isto é muito positivo para o país, e não há a menor sobra de dúvidas disso. É curioso perceber como o governo perdeu tempo com delírios ideológicos baseado na furadíssima teoria dos três poderes globalistas de Olavo de Carvalho, o que o fez desperdiçar tempo, recursos e capital político bajulando Israel e Estados Unidos, que não só não trouxeram lucros (pelo contrário, deram prejuízos) mas também se mostraram máquinas de memes contra o governo.

Em pouco mais do que algumas semanas de viagens aos países do “eixo do mal olaviano/americanista”, Bolsonaro retornou com muito mais conquistas do que em nove meses de lambeção de botas do Tio Sam e de Netanyahu. Minha hipótese é que com o naufrágio de aliados externos importantes ao governo brasileiro, o governo se viu forçado a agir de modo menos bravateiro e mais realista. O fato de Olavo de Carvalho ter defendido essa Ostpolitik, ao contrário de sua posição no início do ano, pode significar também que o mesmo esteja perdendo espaço junto ao clã Bolsonaro na decisão dos assuntos da política externa em favor de Paulo Guedes e da ala militar do governo (liderada por Hamilton Mourão).

Aguardemos a futura viagem a Rússia. Se Bolsonaro continuar a trilhar esse caminho, coisas interessantes podem acontecer.

Uma resposta em “Méritos a quem os têm.

  1. Pingback: A Aliança pelo Brasil e o americanismo. | Reação Nacional

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s