Distributismo

Distributismo é uma filosofia econômica inspirada na Doutrina Social da Igreja, cujo desenvolvimento inaugural foi feito por G. K. Chesterton e Hillaire Belloc. Também recebeu influências da sua versão mais focada em cooperativismo através do solidarismo do economista e sacerdote católico Heinrich Pesch. Sua ideia central é que a propriedade privada deve ser maximamente distribuída quando possível e, quando não for possível que se seja valorizado o cooperativismo e a cogestão entre capital e trabalho.

Atualmente vários autores expandiram esse domínio, como: John D. Muller, John Médaille e E.F. Schumacher.

Abaixo links de artigos da Reação Nacional sobre este tema:

Como funciona a competição no distributismo?

Como o distributismo oferece uma alternativa aos grandes bancos?

Sendo uma alternativa aos grandes bancos, o distributismo não pode levá-los a falência? Isso não é ruim?

Como o distributismo vê os fatores básicos de produção (capital, terra e trabalho?)

Como o distributismo vê o mecanismo de preços?

E de onde vem o valor para o distributismo?

Como o distributismo explica a crise dos governos do PT? – Parte 1.

Como o distributismo explica a crise dos governos do PT? – Parte 2.

Como o distributismo explica a crise dos governos do PT? – Parte 3.

Como o distributismo explica a crise dos governos do PT? – Parte 4.

Como o distributismo encara outras escolas econômicas?

Na visão distributista quais os principais erros da economia moderna?

Qual o problema do consumismo e qual alternativa distributista à produção em massa?

O distributismo é uma economia moral de mercado?

Anúncios