Novo desenvolvimentismo

O Novo desenvolvimentismo ou Consenso de São Paulo, é uma corrente de pensamento econômico que entende que o desenvolvimento econômico é resultado do desenvolvimento dos setores mais intensivos em capital e em tecnologia, valorizando assim o setor industrial e de serviços complexos. Considerado heterodoxo moderado em comparação com a economia mainstream, tem preferência por políticas que visem equilíbrio das contas públicas, inflação sob controle, salários crescentes com base na produtividade e taxa câmbio competitiva. Seu desenvolvimento original é produto da reflexão do economista Luiz Carlos Bresser-Pereira, mas já congrega outros intelectuais ao redor de sua discussão e desenvolvimento; tais como: José Luís Oreiro, Antônio Delfim Netto, Paulo Gala, Nelson Marconi e Mauro Benevides.

Abaixo link de artigos da Reação Nacional que tratam desse tema:

O que é o novo desenvolvimentismo?

A indústria é realmente importante? Não basta reformar o Estado?

A indústria é realmente importante? Não basta abertura de mercado?

A indústria é realmente importante? Não basta instituições sólidas?

A indústria é realmente importante? Não basta capital humano e produtividade?

A indústria é realmente mais produtiva que os serviços?

Mas política industrial não gera só inflação?

A taxa de câmbio é tão importante assim?

Por que o novo desenvolvimentismo é uma heterodoxia moderada?

Será que o Brasil de Getúlio Vargas a Itamar Franco escolheu o caminho erradona economia?

Não seria melhor uma autarquia ou voltar ao velho nacional-desenvolvimentismo?

Um caminho conservador ao desenvolvimentismo I.

Um caminho conservador para o desenvolvimentismo II

Seria Keynes compatível com a Doutrina Social da Igreja?

Keynesianismo e comunismo não são a mesma coisa? Eu li isso numa página liberal-conservadora…

Mas mais Estado não gera mais pobreza e corrupção?

Anúncios